Youtube
Twitter
Rss

Imprensa

14 de junho de 2017 - 16h27

No TRE-AP, 10ª Zona Eleitoral de Macapá começa a operar com 100% de energia limpa.

No TRE-AP, 10ª Zona Eleitoral de Macapá começa a operar com 100% de energia limpa.

A 10ª Zona Eleitoral de Macapá alcançou no mês de maio, 100% do consumo de energia, por meio dos painéis solares instalados no prédio. Os excelentes resultados resultaram numa economia de quase R$ 7.000,00 (sete mil reais) no mês aos cofres públicos.

Desde dezembro de 2016, o cartório localizado na área norte da capital do estado do Amapá, promove significativa economia nos cofres públicos, além de ajudar na preservação do meio ambiente.

Com um investimento de R$ 800 mil, a usina de geração de energia solar fotovoltaica funciona com dois sistemas de 50 kWp, o que representa 12.000 Kwh/mês.

Segundo as previsões dos técnicos, os recursos serão recuperados em menos de 72 (setenta e dois) meses, sendo que o tempo de vida útil do mecanismo é de, no mínimo, 20 (vinte) anos, nos termos da garantia fornecida pelo fabricante.

O projeto de instalação do sistema segue a resolução CNJ nº 201/2015 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que determina que todos os órgãos do Poder Judiciário implantem Planos de Logísticas Sustentáveis (PLS). Dessa forma, a iniciativa nasceu com um caráter ambiental, mas com forte potencial para a redução de gastos com o consumo de energia elétrica da instituição.

Além da 10ª Zona, mais 6 Cartórios Eleitorais do interior já possuem o sistema instalado, nos municípios de Laranjal do Jarí, Vitoria do Jari, Amapá, Tartarugalzinho, Ferreira Gomes e Porto Grande. Nessas localidades a estimativa é gerar de 70% a 80% da energia consumida e economizar, em média, R$ 4.200,00 (quatro mil e duzentos reais) por mês.

A iniciativa de implantação da energia sustentável foi apresentada pela Secretaria de Administração e Orçamento do TRE-AP, e consubstanciado pela Seção de Licitações e Compras – pelo servidor Adriano Lima de Sousa – e devidamente aprovado pela Presidência da Regional.

“A expectativa do TRE é economizar R$ 134.400,00 por ano, em energia. Sem esquecer, obviamente, que o projeto para implantação de energia solar fotovoltaica teve viés ambiental, mas a viabilidade econômica foi considerada e mostrou-se totalmente viável”, ressaltou o servidor da SLC/TRE-AP.


Destaque Colégio de Presidentes

No 70º. Encontro do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais (COPTREL), sediado no Estado da Paraíba, o TRE-AP foi destaque pela, já utilização, de energia sustentável. Atualmente o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) realiza estudos para implantação da energia solar em todos os TREs do país.

 

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá

Assessoria de Comunicação e Marketing

98414-2659   32101-1504

Gestor Responsável: Tribunal Regional Eleitoral - AP +

Quem somos

Contatos