Semana Jovem Eleitor: participação dos jovens nos debates da política nacional fortalece democracia

A Justiça Eleitoral desenvolve ações de conscientização com o objetivo de aumentar o interesse da juventude em participar da política do país.


Semana Jovem Eleitor: participação dos jovens nos debates da política nacional fortalece democracia

Termina nesta sexta-feira (10), mais uma “Semana do Jovem Eleitor”, promovida anualmente, em todo o país, pela Justiça Eleitoral.

Dados coletados pela Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral (CGE) revelam um significativo aumento do alistamento eleitoral de jovens entre 16 e 20 anos durante este período, onde são desenvolvidas campanhas de conscientização voltadas aos jovens, cujo objetivo é fortalecer o interesse dessa faixa etária em participar da política do país.

Resultados
Em 2015, ano não eleitoral, a semana foi realizada de 16 a 20 de novembro. Como resultado houve incremento de 140% nos registros de alistamento de jovens, quase 2,5 vezes mais do que na semana anterior à campanha. Foram realizados 246.565 alistamentos, ante os 103.924 da semana anterior (9 a 13/11).

Já em 2016, ano de eleições, o desempenho foi ainda melhor. A Semana do Jovem Eleitor ocorreu de 28 de março a 1º de abril e registrou um acréscimo de 320% nos alistamentos. Foram emitidos 244.014 novos títulos de jovens, contra 76.149 na semana anterior (21 a 25/03).

Eleições 2018
Com base nos bons resultados, a Corregedoria-Geral Eleitoral recomendou a adoção de “medida idêntica para as próximas eleições como uma das providências voltadas à diminuição do fluxo de eleitores nos cartórios nas semanas que antecedem o fechamento do cadastro, tipicamente conturbadas nas unidades da Justiça Eleitoral”.

Neste ano, a Semana do Jovem Eleitor foi definida para acontecer de 6 a 10 de novembro, objetivando o incentivo ao alistamento eleitoral e ao voto consciente da juventude. As campanhas de conscientização estão sendo veiculadas no rádio, na televisão e nas redes sociais desde 28 de outubro.

Os jovens de 16 até 18 anos incompletos que quiserem tirar o título de eleitor devem se dirigir a um cartório eleitoral, portando um documento de identificação oficial com foto (passaportes e carteiras de habilitação não são aceitas) e comprovante de residência.

Com informações do TSE

Tribunal Regional Eleitoral do Amapá
Assessoria de Comunicação e Marketing
98414-2659 32101-1504

Últimas notícias postadas

Recentes